Certidão
Diretoria
Documentação Homologação
Estrutura
Quem Representamos
Quem Somos
Instruções para o Preenchimento
Anot. em Ficha ou Livro de Registro
Categoria Diferenciada
Concorrência Pública - Participação
Contribuição dos Empregados
Desconto
Filiação - Obrigatoriedade
Penalidades
Prof. Liberal Vínculo Empregatício
Quadro de Profissionais Liberais
Recolhimento
Relação dos Empregados
Consulta de Artigos
Galeria de Fotos


Assistência Jurídica
Colônia de Férias Guaratuba
Cursos Técnicos
Desconto | Medicamentos
Desconto | Estabelecimentos
Policlínica Capão Raso
Aposentados
Boletins Especiais
Call Centers
Convenções Coletivas
Provedores
Telefonia Fixa
Telefonia Móvel
Viva Voz - Edição Extra
Prestadoras de Serviço
Teleatendimento
Call Centers
Prestadoras de Serviço
Provedores
Telefonia Fixa
Telefonia Móvel

Ligue: (41) 3321.3800

Acordo Coletivo
Conciliação e Mediação de Conflitos
Empresas que Aderiram
Formulário de Reclamação
Informações Gerais
Nossas Normas
S.G.P.



TELEFÔNICA/VIVO


FENATTEL E SINDICATOS negociaram com a OI S/A manutenção de salário nominal e empregos!


TELEFONISTAS E TELE ATENDENTES

28/04/2020

TELEFÔNICA/VIVO

SINTTEL-PR GARANTE MELHORES CONDIÇÕES PARA TRABALHADORES DA TELEFÔNICA/VIVO DURANTE A CRISE DO CORONAVÍRUS




Com o objetivo de evitar demissão em massa nesse período de calamidade pública, por conta do COVID 19, e com a finalidade de preservação dos postos de trabalho, a empresa procurou o SINTTEL-PR para negociar as condições de suspensão e redução de salários, definidas pelo Governo Federal na Medida Provisória 936.

A princípio, a empresa queria aplicar somente as regras da MP 936, mas o SINTTEL-PR insistiu e conseguiu complementações melhores em caso de suspensão ou redução de jornada.

Em caso de suspensão de contrato ou redução de jornada e salário (25% ou 50%)

Trabalhadores que não recebem RV (Remuneração variável): receberão uma ajuda compensatória do governo e a TELEFÔNICA/VIVO vai complementar de forma indenizatória o valor até chegar ao salário líquido do trabalhador.

Trabalhadores que recebem RV (Remuneração variável): receberão uma ajuda compensatória do governo e a TELEFÔNICA/VIVO vai complementar de forma indenizatória, com 30% sobre o salário já acrescido da média da RV dos últimos 12 meses.

Os trabalhadores que tiverem seus contratos reduzidos ou suspensos, terão garantia de emprego/salário pelo mesmo período. A redução de salários poderá ser por até 90 dias e a suspensão por até 60 dias.

Lojas: grande parte dos trabalhadores estão em férias, mas como as lojas permanecem fechadas, a TELEFÔNICA/VIVO vai aplicar a suspensão dos contratos, por período máximo de dois meses, podendo retornar a qualquer momento por decisão de decreto governamental.

Durante o período de suspensão do contrato, o empregado fará jus a todos os benefícios concedidos pela empresa, exceto VT e Previdência Privada.

O RH informou que os gestores entrarão em contato com os trabalhadores de suas áreas para detalhar quais as medidas que serão tomadas e as formas de pagamento.


TRABALHADOR, o Sindicato só é forte com a sua participação!

Associe-se ao SINTTEL-PR!